A maquiagem faz mal á sua pele ?

Isso é ruim para a nossa pele?  Como sempre, a resposta não é clara e depende do indivíduo, do tipo de pele e dos produtos que usa.

O termo maquiagem geralmente descreve o grupo de cosméticos usados ​​para o embelezamento. Outros cosméticos incluem produtos usados ​​para limpar, tratar ou proteger a pele e o cabelo. Hoje em dia, porém, geralmente vemos produtos multifuncionais, como cremes BB ou CC, que combinam maquiagem para cobertura e outros ingredientes para fornecer proteção solar e benefícios para a pele. Reduzir o número total de produtos pode ser útil para pessoas com pele problemática, mas pode complicar algumas coisas.

O que a maquiagem faz na nossa pele?

Embora na maioria dos casos a maquiagem seja inofensiva, certos produtos podem causar problemas para algumas pessoas. É muito importante usar maquiagem e cosméticos adequados ao seu tipo ou condição de pele.

Os tipos de pele são amplamente classificados em quatro grupos:

Oleosa – excesso de produção de óleo, poros dilatados, cravos e acne

• sensível – firme, ardente, intolerante a muitos produtos e propenso a vermelhidão

• seco – opaco, áspero ou escamoso e propenso a coceira

• normal / combinação – pode ser oleoso na zona T (testa, nariz e queixo), mas sem problemas em outros lugares

Embora a maioria das pessoas tenha uma boa idéia de seu tipo básico de pele, elas podem não reconhecer a existência de um distúrbio de pele subjacente. Condições como eczema, dermatite de contato, rosácea e danos causados ​​pelo sol podem causar inflamação e rompimento da barreira cutânea.

A inflamação causa coceira ou sensibilidade, vermelhidão, inchaços e inchaços, enquanto a ruptura da barreira resulta em uma pele firme, sensível, seca e facilmente irritada. Esses sintomas podem ser idênticos aos causados ​​por reações aos cosméticos e, portanto, devem ser considerados antes de se considerar a causa da maquiagem. Por outro lado, uma reação contínua aos produtos aplicados na pele pode explicar por que a pele não está respondendo ao tratamento regular.

Problemas de pele causados ​​por cosméticos

A acne cosmética é uma forma de acne desencadeada pelo uso de certos produtos cosméticos. Ele está ligado a certos ingredientes que causam a formação de comedões (um bloqueio no poro) e geralmente se apresenta como pequenas espinhas esburacadas, semelhantes a erupções cutâneas. Um equívoco comum é que a maquiagem bloqueia fisicamente os poros, enquanto na verdade o bloqueio é feito de células mortas da pele.

A inflamação leve resulta em excesso de renovação da pele e obstrução dos poros, sendo os óleos minerais o culpado mais comum. Nem sempre é possível determinar a causa da maquiagem simplesmente na lista de ingredientes, pois ela pode ser influenciada pela formulação, quantidade e métodos de entrega.

A dermatite irritante é responsável pela maioria das reações à maquiagem e outros produtos cosméticos. Pode ocorrer em qualquer pessoa, mas é mais provável naqueles com pele sensível pré-existente ou naqueles com ruptura da barreira subjacente causada por uma condição como eczema ou rosácea. Geralmente, causa uma erupção cutânea com comichão e escamosa, mas pode até formar bolhas ou chorar. Os sintomas podem ocorrer imediatamente, mas podem levar semanas ou até meses para se desenvolver com substâncias irritantes mais fracas, dificultando a identificação da causa.

A dermatite alérgica de contato ocorre quando uma pessoa se sensibiliza a um ingrediente que foi aplicado à pele. Uma erupção cutânea vermelha e pruriginosa às vezes associada a inchaço ou bolhas se desenvolve 12-48 horas após a exposição e pode se tornar crônica com o uso contínuo. O alérgeno pode ser muito difícil de identificar, porque em alguns casos o produto é usado por meses ou anos antes da sensibilização.

O que devo fazer se achar que posso ter uma reação?

Se você desenvolver uma nova erupção cutânea ou irritação da pele, a primeira coisa a fazer é tentar confirmar o diagnóstico. Se você suspeita que está reagindo a um de seus cosméticos, mas não sabe ao certo qual, então, idealmente, você precisa parar de usar todos os seus produtos atuais na área problemática. Você deve tentar simplificar sua rotina diária, escolhendo produtos que foram especificamente formulados para peles sensíveis e alérgicas.

Se o problema resolver, você pode reintroduzir seus cosméticos, um de cada vez, para ver se consegue identificar o culpado. É uma boa ideia testar cada um em uma pequena área localizada no pescoço ou no rosto por uma semana ou duas antes de usá-lo em todo o rosto. Esse processo é conhecido como “teste repetido de aplicativo aberto”.

Se você não conseguir chegar ao fundo ou encontrar cosméticos que não irritam a pele, pode ser necessário procurar ajuda profissional para descartar outras condições da pele e fazer um teste formal de alergia, se necessário.